• 30/05/2017
  • 0 Comentários
  • POR Polifrete

O que você pode aprender em logística com a Amazon


Famosa em todo o mundo como um dos maiores cases de logística eficiente da atualidade, a Amazon é conhecida por executar entregas em curtos períodos de tempo. Para entender como a companhia americana consegue alcançar resultados que elevam cada vez mais a exigência dos consumidores, empresas buscam desvendar quais são os segredos que a tornam parâmetro de qualidade e rapidez.

Alguns fatores são visíveis no trabalho da Amazon: foco e boa gestão são alguns dos pontos identificados na história da empresa. Obviamente, os maiores segredos do sucesso da empresa estão muito bem guardados, mas alguns fatores acessíveis podem ser apontados como determinantes para o alcance de seus bons resultados.

 

Os centros de distribuição da Amazon

Um segredo acessível da “mágica” da Amazon é ter muitos centros de distribuição robotizados espalhados pelo mundo. Como ninguém faz nada sozinho, a empresa estabeleceu para seus fornecedores um Código de Padrões e Responsabilidades, garantindo assim um alto nível de execução nos negócios. Outros pontos são fundamentais para o sucesso logístico da empresa:

Plano de entrega

As etapas do processo de entrega de cada item são cuidadosamente calculadas e otimizadas para execução com a melhor relação custo-benefício.

Comunicação

A Amazon é conhecida por manter um alto nível de comunicação com seus clientes e fornecedores. Quando o processo está às claras, as relações se fortalecem e são valorizadas.

Mensuração, controle e ajuste

Análise de desempenho é uma ciência para a Amazon. Os distribuidores e fornecedores passam por processos contínuos de auditoria para medir padrões pré-definidos. Essas informações são cruciais para entender como está a performance da cadeia e identificar que melhorias devem ser feitas. Tudo para garantir que a força esteja com eles.

Conheça um pouco mais da Amazon por dentro, neste vídeo da ABC News:

 

O revolucionário modelo de entrega antecipada

Amazon desenvolveu e patenteou uma ideia audaciosa. Trata-se da “anticipatory shipping”, em português, “entrega antecipada”. É a inteligência artificial revolucionando o conceito de entregas no comércio virtual.

Com este método, a entrega se inicia antes mesmo do cliente fechar a compra. Por meio dos dados fornecidos pelo cliente, seu histórico de pesquisas e compras anteriores, entre outras variáveis, o algoritmo criado pela Amazon consegue prever o comportamento do consumidor e agir de forma proativa no envio do produto.

O algoritmo da Amazon analisa, por exemplo, se você olha diversas vezes o mesmo produto no site, se você fica bastante tempo com a página do produto aberta e calcula a probabilidade de você adquirir aquele produto.

A partir daí, o produto é embalado no CD (Centro de Distribuição) e enviado para o HUB (Centro de Transportes Multimodal) mais próximo do cliente. Assim, quando você efetivar a compra, o produto já estará mais próximo e chegará muito mais rápido.

Além disso, se você efetivar a compra ao longo do percurso, a Amazon repassa o seu endereço e ele vai direto do CD para a sua casa, sem passar pelo HUB, tornando a entrega ainda mais rápida.

A empresa sai ganhando pois as condições continuam as mesmas, com os mesmos veículos, trânsito, tempo de viagem e custo do transporte, mas o tempo de espera do cliente pelo produto é reduzido consideravelmente.

Se o cliente desistir da compra, ele nem fica sabendo do percurso da entrega e o produto é repassado para o HUB mais próximo de outro comprador em potencial. Dessa forma, a Amazon não sofre com a logística reversa para o retorno do produto ao CD.

 

VEJA TAMBÉM: ZTO Express, a empresa por trás da logística do Alibaba.

 

Entregas feitas com drones

Entregas rápidas sempre foram uma preocupação para a Amazon. O Prime Air, o drone da Amazon, surgiu como uma das várias ideias que a empresa explora para melhorar a sua logística. A proposta é simples, porém audaciosa: o usuário faz uma compra no site e o produto é entregue pelo drone em menos de uma hora. É como se a aeronave fosse um tiop de pombo correio high tech.

O primeiro produto transportado via Prime Air foi um Amazon Fire TV. Ele chegou ao destino em 13 minutos.

Veja no vídeo abaixo:

 

Podemos tirar várias lições olhando o modelo de logística que a Amazon adota e suas novas ideias. A mais importante delas é ver  a importância de pensar fora da caixa e inovar sempre, pois só assim as empresas podem garantir a sobrevivência na era digital.

 

CTA-ebook-logistica-brasil-numeros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *