Impostos sobre combustíveis no Brasil: tributação e impactos
  • 22/06/2018
  • 0 Comentários
  • POR Polifrete

Impostos sobre combustíveis no Brasil: tributação e impactos

Durante a greve dos caminhoneiros que parou o país, os impostos sobre os combustíveis foram muito criticados, mas segundo dados da Opep – Organização dos Países Exportadores de Petróleo, o país fica em uma posição intermediária.

O peso dos impostos no preço final dos combustíveis em média é de 36,5% aqui no Brasil. No Reino Unido, é quase o dobro: 68,9%. Nos EUA, já é bem menor: 23,9%. A crítica feita em relação aos impostos no Brasil é que eles estão sendo mal usados e desviados para corrupção, enquanto, em outros países, há o retorno para a sociedade.

Segundo especialistas a solução não é acabar com os impostos, mas sim exigir dos políticos sua aplicação correta, pois são os tributos que sustentam a saúde, a polícia e educação, entre outros setores.

De acordo com Pedro de Carvalho Júnior, pesquisador do Ipea – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada o peso do imposto no Brasil é mesmo intermediário, não é tão alto quanto o padrão europeu, mas também não está no nível baixo dos EUA.

No Brasil, a tributação sobre os combustíveis corresponde, em média, a 36,5% do preço final do produto, segundo dados divulgados pela Petrobrás e ANP – Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

A formação do preço da gasolina ao consumidor final, por exemplo, possui em média 29% de ICMS, que varia entre os estados, além de mais 16% de Cide, PIS/Pasesp e Cofins, chegando a 45% do valor final só para impostos.

Para conter os protestos dos caminhoneiros, o governo Temer diminuiu os impostos do diesel. O Blog Polifrete disponibiliza abaixo como está a tributação neste mês de junho de 2018 segundo a Fecombustíveis. Confira:

Junho /2018 – Média Brasil

Gasolina 40%
Diesel 23%
Etanol 24%

Impostos sobre combustíveis no Brasil: tributação e impactos
Impostos sobre combustíveis no Brasil: tributação e impactos

Agora clique e confira a Tabela da Carga Tributária dos Impostos nos Combustíveis por Estado, separada por tributos federais e estaduais para atender à Lei 12.741/12 e ao Decreto 8.264/14, que estabelecem a discriminação dos impostos.

A diminuição dos impostos nos combustíveis agrada alguns e desagrada outros. Alguns acreditam que essa atitude faz com que a União perca arrecadação em um momento de queda de dificuldades nas contas públicas, e além disso, o governo ainda pagará subsídio para a Petrobrás,o que pode ocasionar um impacto financeiro orçamentário.

Já diminuir a tributação sobre o diesel ou gasolina pode fazer do Brasil um país ainda mais dependente do transporte terrestre o que é vantajoso para os caminhoneiros e os auxiliam a pagar os custos nos transportes.

Desafios sempre existem, mas o Polifrete acredita na força e determinação dos caminhoneiros e das transportadoras que sempre driblaram com sucesso os problemas da economia brasileira e continua incentivando o uso de seu aplicativo Polifrete para otimizar a gestão de seus negócios!

É possível você economizar em média 7% com a contratação de fretes rodoviários. Fale com um de nossos especialistas para saber como! Saiba mais.

Encontre-nos também nas Redes Sociais:

Twitter
Facebook
GooglePlus
Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *