• 21/06/2017
  • 0 Comentários
  • POR Polifrete

Entenda o que é a Logística Verde


Atualmente, a preocupação da sociedade com o meio ambiente torna a Logística Verde ainda mais importante dentro do contexto das empresas. Trata-se da área que se preocupa com os aspectos e impactos da atividade logística sobre o seu entorno (comunidade e meio ambiente). Este é o termo usado para definir um instrumento de gestão que irá mensurar os aspectos e impactos da atividade logística e desta forma criar mecanismos para: conter o aumento abusivo de emissão de resíduos ao meio ambiente, o armazenamento desprotegido de materiais, seu mau uso e/ou ausência de reaproveitamento. Lembrando que estamos em um ambiente com recursos finitos.

Para diminuir a emissão de dióxido de carbono, agredir menos o meio ambiente e incomodar menos as pessoas, os combustíveis fósseis (aqueles que são originados do petróleo e, por conseqüência com a presença de enxofre em sua composição) devem, sempre que possível, ser substituídos por combustíveis “amigos” do meio ambiente, ou seja, combustíveis renováveis ou os biocombustíveis. A logística já começou a despertar para esta realidade, porque sabe que vai ser exigência dos clientes que tem uma governança corporativa com o foco em projetos de cunho ambiental.

 

Benefícios da Logística Verde e os impactos da sua atividade

Existem várias razões que levam as empresas a adotarem as práticas da Logística Verde. Uma delas é que as organizações estarão normalmente tomando o caminho mais fácil para melhorar sua reputação e proteger sua marca através da mensagem de que ela é verde. A conscientização ambiental dos consumidores é crescente, a adoção de práticas verde pode dar a empresa uma vantagem competitiva e aumentar a demanda, já que os consumidores preferem produtos ecológicos e embalagens amigáveis ao meio ambiente e estão dispostos a pagar preços mais altos por estes produtos.

Desta forma, as empresas, a fim de alcançar seus objetivos de negócio e maximizar a sua rentabilidade, devem responder à crescente demanda dos consumidores por produtos verdes, além de cumprir sempre com as regulamentações ambientais e implementar planos ambientalmente responsáveis. E aderindo ao sistema da Logística Verde as vantagens tornam-se mais amplas e grandes oportunidades surgem, como: linhas de crédito facilitadas, menores taxas de juros, credibilidade com cliente e fornecedores, abatimento de impostos.

 

VEJA TAMBÉM: Logística Reversa e a sustentabilidade.

 

Logística Verde x Logística Reversa

Uma confusão bastante comum quando o assunto é logística diz respeito a nomenclatura. Afinal, logística verde e logística reversa são a mesma coisa? A resposta é não. Embora tenham aspectos semelhantes, e ambas sejam norteadas pela preocupação com o meio ambiente, existem alguns aspectos próprios da logística verde que a diferenciam da logística reversa.

Em comum, ambas prezam pela reciclagem, pela remanufatura e por questões como embalagens reutilizáveis. Mas enquanto a logística reversa se encarrega da devolução dos produtos e do retorno comercial por parte das empresas – obedecendo ao conceito “do berço à cova” -, a logística verde possui aspectos mais amplos, como a preocupação com a redução de embalagens e do impacto ambiental das indústrias.

 

Na prática

Um exemplo é a solução Touch Picking (T2P), que foi criada e implantada pela Regra Logística em Distribuição, para reduzir custos e ampliar a capacidade produtiva. Trata-se de um sistema que automatiza o carregamento do processo de picking, acionado por meio de um smartphone que é acoplado ao braço do operador. Com essa tecnologia, não é preciso mais utilizar papel para fazer a conferência do que foi carregado, permitindo, também, mais segurança na gestão. Os comandos são enviados e acompanhados em tempo real. Assim, temos acesso também ao ranking de carregamentos, o que possibilita melhor controle da produtividade.

O sistema foi implantado há cerca de cinco meses e já apresentou resultados expressivos: mesmo com a otimização no quadro de carregadores – a equipe atual é de 21 funcionários, antes eram 28 – houve ganho de 20% na velocidade de paletes carregados por hora.

 

Então, como vimos, essa área da logística tem como objetivo central cuidar do impacto ambiental gerado na cadeia produtiva. É importante frisar que a logística reversa é uma parte integrante da logística verde, e não a mesma coisa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *