• 11/04/2019
  • 0 Comentários
  • POR Polifrete

ANTT divulga datas de reuniões e nova tabela de fretes pode sair em Abril


Você sabia que a Tabela de Fretes está em novo processo de formulação? A ANTT está fazendo uma consulta pública em conjunto com a Universidade de São Paulo – Fealq-USP e representantes do setor produtivo para debater e definir o preço mínimo do frete.

A Tabela de Fretes foi uma conquista dos caminhoneiros, porém, ela não apresentou o  resultado esperado, causando impactos negativos para o mercado. Os brasileiros em geral continuam vivendo em uma montanha russa por causa do preço do combustível mesmo após a greve dos caminhoneiros que impactou todo país, e além disso, a implantação da Tabela de Fretes não foi respeitada conforme o previsto. Então, ela acabou criando no país mais um caos. Essa realidade você pode conferir por meio da matéria criada pelo Blog Polifrete em novembro do ano passado.

A realidade é que mesmo após a greve dos caminhoneiros a Tabela de Fretes não estava realmente sendo obedecida, visto que, a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT  que é a responsável pelo setor, não fiscalizava e punia quem não a utilizava, e o pior, não havia uma punição estipulada para quem a descumpria.

Essa conduta acabou ocasionando o “efeito rebote” , pois, as transportadoras tentaram de diversas formas driblar a tabela de fretes com a aquisição de frota própria e fretes alternativos, impactos negativos no agronegócio levou a altos reflexos para os consumidores e tudo isso contribuiu para a diminuição em R$ 20 Bilhões do Produto Interno Bruto – PIB brasileiro.

Há uma expectativa para que ainda neste mês de abril, seja apresentada uma nova Tabela de Fretes, embasada em estudos conduzidos pela Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz da USP, contendo informações coletadas por meio da realização de reuniões participativas com setor, pesquisa, entrevistas com agentes,  levantamento de dados e informações já disponíveis, entre outros.

A ANTT já divulgou parâmetros para carga geral, carga geral perigosa, carga líquida a granel, carga líquida perigosa a granel, carga sólida a granel, carga sólida perigosa a granel, carga frigorificada, carga frigorificada perigosa, carga neogranel, carga conteinerizada e carga conteinerizada perigosa.

Confira aqui os anexos da proposta.

Precisando contratar fretes? É possível você economizar em média 7% com a contratação de fretes rodoviários. Fale com um de nossos especialistas para saber como! Saiba mais.

Encontre-nos também nas Redes Sociais:  

Twitter
Facebook
GooglePlus
Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.